Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Embraer regista prejuízo de 460 milhões de euros no primeiro semestre

A fabricante de aeronaves brasileira Embraer anunciou esta quarta-feira que terminou o primeiro semestre do ano com perdas de 2,9 mil milhões de reais (460 milhões de euros), resultado provocado pela pandemia e por um acordo frustrado com a Boeing.

DR/Embraer
Lusa 05 de Agosto de 2020 às 20:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As perdas atribuídas aos acionistas da Embraer são quase 22 vezes superiores ao resultado negativo de 134,6 milhões de reais (21,3 milhões de euros) que a empresa registou entre janeiro e junho do ano passado, segundo o balanço financeiro.

Contabilizando apenas o segundo trimestre, os prejuízos foram de 1,6 milhões de reais (250 milhões de euros), valor que contrasta com o lucro de 26,1 milhões de reais (4,1 milhões de euros) obtido no período homólogo do ano passado.

A empresa brasileira destacou que as entregas de aeronaves foram impactadas negativamente pela separação dos negócios e serviços relativos à aviação comercial (que seriam transferidos para uma 'joint venture' com a Boeing) das restantes atividades da Embraer.

A fabricante brasileira abriu negociações com a Boeing em 2018 para criar uma 'joint venture' voltada para a fabricação de aviões comerciais, que teria 80% de participação da Boeing e 20% da Embraer.

Contudo, em abril passado a Boeing encerrou as negociações e a aliança não foi efetivada.

A Embraer justificou ainda os resultados com os impactos da pandemia de covid-19 e a incerteza da evolução desta, que levou a empresa a reagendar o lançamento de alguns modelos de aeronaves e a alterar cronogramas de entregas.

As perdas da Embraer também refletem a forte valorização do dólar face à moeda brasileira. O dólar valorizou cerca de 30% nos primeiros seis meses do ano face ao real.

A faturação da Embraer no primeiro semestre foi de 5,7 mil milhões de reais (900 milhões de euros), menos 32,6% do que no mesmo período de 2019.

Em comparação com o primeiro semestre de 2019, o resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA)desceu 4,13% entre janeiro e junho de 2020, para 1,1 mil milhões de reais (170 milhões de euros).

Já a dívida da Embraer situou-se no primeiro semestre em 9,8 mil milhões de reais (1,5 mil milhões de euros).

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.
Ver comentários
Outras Notícias