A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Concelhos com mais de 2% da população infetada disparam para 32. Veja como está o seu

A 10 de novembro eram 32 os municípios portugueses onde pelo menos 2% da população estava ou já tinha estado infetado pelo coronavírus. A 25 de outubro eram apenas quatro os concelhos acima desse limiar. Veja no mapa qual é a situação no seu.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A 25 de outubro, data a que se reportavam os últimos dados divulgados pela Direção-Geral de Saúde (DGS), apenas quatro municípios apresentavam uma incidência de casos acumulados de infeção pelo coronavírus superior a 2%. A 10 de novembro, são já 32 os concelhos que superam esse valor e há mesmo dois acima de 6%.

Até ao último domingo de outubro, Portugal somava 121.133 casos acumulados, o que correspondia a uma incidência de 1,18%. Volvidos 16 dias, o total nacional disparou para 192.172 casos e uma taxa de 1,87%. 

A DGS deixou, entretanto, de divulgar o total de casos acumulados por município, passando desde esta segunda-feira a apresentar o número de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, o indicador utilizado pelo Governo para definir quais os concelhos considerados de risco elevado.

Ainda assim, com base nestes dados é possível, tendo por referência a população de cada município estimada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), calcular o total de novos casos registados por concelho nestes 14 dias. Contudo, a soma destes dados com o total registado em 25 de outubro deixa de fora os contágios reportados nos dias 26 e 27 de outubro. Por isso, o total de casos por concelho encontra-se potencialmente subavaliado, não considerando as infeções desses dois dias, além de que os dados discriminados por concelho apresentados pela DGS cobrem cerca de 81% dos casos totais.

Paços de Ferreira com quase 7% da população infetada
Paços de Ferreira é, claramente, o concelho com a situação mais grave em termos epidemiológicos. O município da capital do móvel regista, pelo menos, 3.943 infeções desde o início da pandemia, o que representa 6,95% dos 56,7 mil habitantes do concelho.

Também acima de 6% de infetados surge o município vizinho de Lousada, com 2.825 casos e 6,04% da população atingida.

A região do Vale do Sousa, aliás, concentra seis dos sete concelhos que apresentam mais de 3% dos residentes contagiados. Além de Paços de Ferreira e Lousada, também Vizela (4,39%), Felgueiras (3,45%), Paredes (3,33%) e Penafiel (3,03%) superam aquela fasquia. O "intruso" na lista acima dos 3% é Guimarães, onde os 5.041 casos correspondem a 3,31% da população.

Área Metropolitana do Porto com mais de 2% da população contagiada
A situação mais grave no Norte do país reflete-se também na Área Metropolitana do Porto (AMP), que regista pouco mais de 39 mil contágios acumulados, o que equivale a 2,26% dos 1,73 milhões de residentes. 

Dos 17 municípios, uma dezena supera a fasquia dos 2%, destacando-se o Porto, com praticamente seis mil infetados, e Matosinhos e Maia, tudo concelhos com mais de 130 mil habitantes.

Em número absoluto de casos, Vila Nova de Gaia (5.884) e Gondomar (3.265) também sobressaem, sendo que em ambos os casos a incidência da pandemia está acima de 1,9%.

Na Área Metropolitana de Lisboa (AML), onde residem 2,86 milhões de pessoas, o conjunto dos 18 municípios regista um total de 56.787 infeções desde o início da pandemia, o que representa 1,98% da população.

Em seis dos concelhos o número de contágios é superior a 2% do número de habitantes. Neste rol contam-se Lisboa (com 12.137 casos) e Sintra (9.251) - os dois municípios mais populosos do país -, bem como Loures (5.260), Amadora (4.495), Odivelas (3.7690) e Vila Franca de Xira (2.920).

Mais de metade dos concelhos com pelo menos 100 casos
Outro indicador do avanço exponencial da pandemia nas últimas semanas e que se verifica em praticamente todo o território nacional - como mostram os 188 dos 191 concelhos de risco que superam os 240 casos por 100 mil habitantes - é o número de municípios com pelo menos uma centena de infeções desde o início da pandemia.

Se a 25 de outubro eram 105 os concelhos com 100 ou mais casos, a 10 de novembro essa lista tinha engordado até atingir os 158.

NOTA: Os dados por concelho podem estar subavaliados quer pelo número de casos que a DGS não reportava por município (sensivelmente 19% do total), quer pela ausência de dados para os dias 26 e 27 de outubro. Assim, quer o total de casos quer a taxa de infeção a 10 de novembro poderá pecar por defeito.
Ver comentários
Saber mais Direção-Geral de Saúde concelhos covid casos incidência infeções população percentagem
Outras Notícias